fbpx

Otimize o controle tributário da sua empresa com um sistema ERP 4 meses ago

A legislação brasileira é extremamente complexa quando se trata do cumprimento de obrigações tributárias por parte das empresas. O controle tributário dos gestores precisa gerir o pagamento do Imposto de Renda, Programa de Integração Social, Contribuição Social sobre Lucro Líquido além da Escrituração Contábil Fiscal.

O volume de informações e obrigações faz com que os empresários precisem de apoio técnico especializado, além de ensejar o uso de ferramentas que tragam mais segurança para a rotina, evitando problemas com o Fisco.

Nesse sentido, o controle tributário não precisa ser um processo manual. Ao contrário, sistemas ERP se mostram uma excelente alternativa para a organização e planejamento do cumprimento das obrigações.

Elaboramos este artigo com o objetivo de mostrar ao gestor como é possível otimizar o controle tributário por meio da tecnologia. Acompanhe e descubra!

A importância do controle tributário nas empresas

Como mencionamos no início deste artigo, o controle tributário é uma etapa importante do processo de gestão, já que ele diz respeito à legalidade e conformidade das empresas no que diz respeito à legislação tributária.

O cumprimento das leis não se limita ao pagamento correto dos impostos. Ele abrange também a entrega de todas as obrigações acessórias exigidas pelo Fisco de acordo com os critérios de enquadramento tributário e as particularidades de cada organização.

As maneiras como o ERP otimiza o controle tributário

O ERP é um sistema integrado de gestão empresarial, que tem o propósito de organizar e aperfeiçoar as atividades rotineiras das empresas. Entre as suas funcionalidades está a capacidade de otimização do controle tributário, uma vez que tem funções específicas atreladas a essa atividade.

A manutenção de cadastros é um exemplo de função do ERP que traz benefícios para o processo de controle tributário. Além disso, a área do contador é específica para a qual são direcionados todos os arquivos que devem ser enviados ao profissional, sem o risco de extravios ou transmissão de informações incompletas.

A emissão de nota fiscal durante o processo de faturamento também traz praticidade, precisão e rapidez, uma vez que os parâmetros técnicos feitos dentro do ERP garantem mais segurança para o empresário.

Além disso, o ERP realiza o backup constante dos arquivos XML de entrada e saída, reduzindo o risco de perda de informações. No sistema WM10 o armazenamento também é feito nos servidores Equinix, o que traz uma segurança extra para as empresas.

O controle tributário está relacionado à personalização das regras fiscais de acordo com a movimentação das mercadorias (troca, venda, devolução etc).

Com um sistema ERP todas as entradas e saídas são controladas com eficiência e precisão, garantindo a integração dos lançamentos contábeis e fiscais, etapa necessária para a apuração dos tributos a serem recolhidos.

Os benefícios do sistema ERP

Além da facilitação do controle tributário, a adoção do sistema ERP traz inúmeras vantagens para a empresa, como:

  • automatização de processos e controles manuais;
  • controle eficiente sobre as operações da empresa;
  • redução de custos e riscos;
  • otimização do fluxo de informações;
  • segurança das informações;
  • redução de fraudes e riscos;
  • eliminação completa do retrabalho; e
  • redução drástica do uso de papel.

Além disso, ele agrega em produtividade e resultados, adequando a empresa à legislação tributária e fiscal. Dessa maneira, o uso de sistema ERP se tornou uma necessidade para quem busca otimização e eficiência junto a um mercado, cada dia mais exigente e competitivo.

Se você gostou deste artigo sobre controle tributário em sistemas ERP, deixe um comentário e compartilhe a sua opinião ou dúvidas a respeito do tema.





Fique antenado sobre as Novidades

Não enviaremos spam!

') }(jQuery));