fbpx

Conheça 4 ideias de como parar de vender no marketplace 1 mês ago

Marketplace é um canal que realiza múltiplas vendas on-line onde vários fornecedores se reúnem para vender seus produtos ou serviços, normalmente fornecidos por empresas já consolidadas no e-commerce, como Amazon, eBay, Submarino, entre outros.

Para uma empresa iniciante em lojas virtuais, é importante unir-se ao marketplace por ganhar mais know-how, ter maior visibilidade, aumento das vendas e captação de novos clientes.

O que vamos apresentar neste post são dicas e ideias que te ajudarão a definir qual o momento ideal de parar de vender no marketplace. Confira!

1. Analise o negócio

Se sua empresa já atua com marketplace, é importante avaliar periodicamente se vale a pena continuar com o negócio ou montar sua própria estrutura de e-commerce.

Avalie se o parceiro do marketplace está de acordo com a estratégia do seu negócio, analisando itens como:

  • o site tem alto tráfego e é compatível com o total de vendas de seus produtos?
  • a avaliação dos clientes está sendo satisfatória?
  • você tem suporte operacional adequado para o negócio e a gestão?
  • o canal está ajudando na logística de entrega, exposição dos produtos e integração?

2. Fortaleça o seu e-commerce

Para que você pare de vender no marketplace, é muito importante ter certeza de que seu e-commerce está forte e sua marca já tem reconhecimento no mercado.

Uma das formas de fortalecer sua loja virtual é investir pesado em:

  • logística e gerenciamento de produtos: aumente sua infraestrutura de logística e tenha um bom ERP de controle de estoques;
  • sistemas de dados inteligentes: para a ajuda na estratégia e na geração de campanhas de fidelização de seus clientes, invista em inteligência de dados: BI, Big Data ou Data Science;
  • marketing digital: investir em marketing digital é crucial para que a sua marca passe a ter visibilidade e consiga captar novos clientes.

3. Verifique os prós e contras

Vamos, agora, listar os prós e os contras de permanecer no marketplace. Acompanhe:

Prós

Custos reduzidos

Alguns marketplaces, como a Amazon, cuidam de quase tudo: cumprimento de pedidos, SEO e até estratégias de marketing. Tudo o que você precisa fazer é criar sua loja, gerenciar os produtos e preços oferecidos e controlar os pedidos recebidos. Em troca de uma taxa, é claro.

Segurança nos pagamentos

Por serem grandes empresas, têm uma maior garantia quanto aos recebíveis e uma excelente segurança para o cliente com as transações financeiras.

Contras

Não são seus clientes

Vamos imaginar que você venda muito em um marketplace, seja bem avaliado e as pessoas conheçam a sua marca. Na hora de montar seu próprio e-commerce, poderá descobrir que o seu banco de dados de clientes não está completo. Entenda: os clientes do mercado não são seus clientes, então você nunca terá seu próprio banco de dados com informações cruciais, como por exemplo o e-mail, que é fundamental para estratégias de marketing digital.

Concorrência do marketplace

Se formos olhar de perto, a empresa de marketplace é o seu pior concorrente. E, ao vender seus produtos em sua plataforma, você oferece informações confidenciais sobre sua empresa, faturamento, quantidade de clientes e produtos mais vendidos.

Concorrência entre produtos

Você nunca é exclusivo no produto que está vendendo, e você precisa competir dentro do próprio marketplace.

4. Invista em ERP

A última dica — e não menos importante — é investir em sistemas ERP, principalmente se você está pensando em parar de vender no marketplace. Além de gerenciar o controle de estoque, financeiro, cadastros e demais processos específicos de sua organização, os melhores ERPs têm integração entre as lojas virtuais e físicas, gerando um sistema de estoque realmente eficiente e ajudando a logística.

Apresentamos aqui 4 dicas para que você analise bem se é viável ou não vender no marketplace, como os prós e os contras, rever o negócio e investir em tecnologia de inteligência de dados e sistemas integrados.

Não se esqueça, também, que é de extrema importância acompanhar detalhadamente todo o processo de vendas no marketplace, para evitar prejuízos e insatisfações com o cliente.

Esperamos que tenha gostado dessas ideias que apresentamos e que elas ajudem na estratégia da sua empresa. Se gostou, compartilhe este texto nas suas redes sociais!





Fique antenado sobre as Novidades

Não enviaremos spam!