fbpx

Como controlar o estoque no e-commerce? Entenda aqui! 3 meses ago

Mesmo com os enormes avanços em tecnologia e processos de negócios nos últimos anos, muitas empresas ainda não realizam operações básicas de gestão de estoque. E só podem ter prejuízo! Mas, como controlar o estoque no e-commerce da melhor maneira? Somente com o planejamento e revisão dos processos de forma adequada e os sistemas integrados.

Ao adotar um correto controle de estoque, são percebidos diversos benefícios, como a otimização do capital de giro, equilíbrio do estoque para suprir a demanda, liberação de espaços físicos e evitar o desvio de produtos e materiais.

Contudo, talvez o mais importante seja suprir as demandas de vendas sem problemas que prejudiquem a marca da empresa, como a venda de itens que não estão no estoque ou envio do produto errado ao cliente.

Já deu para perceber a importância do controle de estoque em uma empresa, seja qual for o seu porte. Então, agora discutiremos algumas das formas existentes para que o controle de estoque seja eficiente e os lucros da sua empresa, fantásticos. Acompanhe!

Atualize o estoque em tempo real

Existem algumas ferramentas que realizam as atualizações dos processos em forma de lote, ou seja, determina-se um período — variando entre 15 e 60 minutos — e o sistema faz as atualizações das informações.

E aí existem alguns riscos, como pedidos realizados pelo cliente com um produto que ficou sem estoque porque outro cliente comprou o último, dez minutos antes — venda duplicada —, envio da mercadoria errada, exposição de produtos que estão com estoque esgotado ou retirada de produtos no site que estão novamente no estoque.

Ao adotar ferramentas de atualização em tempo real esses riscos são mitigados, permitindo que os funcionários e clientes visualizem sempre os produtos realmente disponíveis, realizando:

  • controle das entradas e saídas de cada produto;
  • contagem por amostragem;
  • controle dos kits dinâmicos;
  • conferência de pedidos.

Tenha a melhor performance de vendas

Os clientes de um e-commerce têm perfis muito diferentes, já que a internet permite que você venda para qualquer um, de qualquer lugar, a qualquer hora. E, como conseguir exibir somente o que o cliente gosta ou precisa, no seu site?

É possível analisar os dados de sua base de clientes, definir seu perfil e suas preferências e separá-los por segmentos. Dessa forma, podem ser criadas campanhas específicas ou a exibição dos produtos na vitrine de acordo com o que o cliente quer — aumentando de forma significativa a conversão em vendas. Esse recurso é conseguido por meio do BI — Business Intelligence —, para extrair esses resultados.

Contudo, o BI sozinho não faz esse serviço. É preciso configurar, também, a ciência de dados como Big Data, estatísticas de venda etc, para que os resultados apresentados possam enriquecer ainda as campanhas para o lojista.

Um exemplo: o cliente que mora na Região Sul e costuma comprar de madrugada, pode comprar muito o produto A e o cliente da Região Norte, que compra ao meio-dia, prefere o produto B. Com a segmentação você poderá ofertar diretamente ao cliente o produto certo, na hora certa.

O BI possibilita também que você consiga atribuir e analisar os custos financeiros por produto e combinar essas informações com as vendas para obter uma imagem mais verdadeira da lucratividade da mercadoria. Dessa forma, permite a tomada de decisão quanto aos itens que devem ser incluídos ou excluídos de seu estoque.

Adote o Omnichannel

O Omnichannel permite que você integre o controle de estoque e vendas, por meio de todos os canais de venda, seja físico, no site ou por meio dos marketplaces. Em seu sentido mais prático, destina-se a parar o caos do estoque no varejo com a simplificação de processos e a integração das tecnologias.

O controle de estoque por meio do Omnichannel exige a sincronização das informações de disponibilidade dos produtos com o seu estoque e a sua loja virtual em tempo real — produtos disponíveis, não disponíveis e com baixo estoque.

Conectar os sistemas de inventário, e-commerce, marketplace e o PDV oferece desempenho e visibilidade unificada das suas operações, simplificando o compartilhamento de dados, para que você possa fazer otimizações baseadas em dados e obter benefícios como:

  • autonomia do comprador — capacite os compradores a procurar, solicitar ou comprar o estoque disponível da loja on-line ou em outro local;
  • custos de envio reduzidos — permita que os clientes retirem ou devolvam compras on-line na loja ou em locais satélites;
  • inventário aumentado — ative o estoque de reequilíbrio em toda a empresa e atenda a pedidos on-line na loja mais próxima.

Planeje o estoque e faça a previsão com números reais

Planejar um estoque requer muita precisão e compreender que não se deve ter um estoque insuficiente e muito menos um estoque excedente nas prateleiras. A chave aqui se chama equilíbrio! A maneira mais próxima de conseguir esse equilíbrio é utilizar a previsão do estoque, que mede com a maior precisão possível o produto que deve ser armazenado e sua quantidade. Nessa análise, podem ser verificados:

  • o histórico das vendas dos produtos;
  • a localização geográfica dos clientes versus o produto mais vendido da região;
  • a sazonalidade.

Com esses dados — e outros, de acordo com as particularidades da empresa —, é possível calcular a previsão de estoque, utilizando o Modelo Sazonal de Evolução de Consumo. Um gráfico de 3 linhas que exibe:

  • consumo efetivo máximo (50+25%);
  • consumo médio (50);
  • consumo efetivo mínimo (50-25%);

Por exemplo, um e-commerce de brinquedos aumentará o estoque em períodos como o Dia das Crianças e o Natal. Nos demais meses terá que diminuir o seu estoque. Já um e-commerce de roupas não mantém um estoque alto de biquínis se estiver no inverno, mas aumenta a quantidade de blusas e casacos.

Até parece simples com os exemplos, mas a maior questão aqui é encontrar o número ideal — mais próximo possível de estoque de cada produto. O recomendado é não ter estoque cheio de produtos que podem encalhar ou falta de um produto no estoque.

Para se aproximar mais dos números ideais, é imprescindível que seja implementado um software de gestão de estoque com recursos de BI para contemplar a previsão de estoque com maior eficácia.

Monitore e automatize seus processos para controlar o estoque no e-commerce

Ao monitorar os processos por meio de um fluxograma de automação, você combina as pessoas certas, o software e os processos necessários para monitorar o ciclo de vida do pedido, desde o ponto de saída até a entrega do produto ao cliente.

E muitas coisas acontecem entre o momento em que uma pessoa acessa o botão “enviar pedido” em seu site e quando o pacote é entregue à sua porta. Em suma, os comerciantes precisam processar o pedido, selecionar o estoque, gerar NF-e, embalá-lo e enviá-lo para a transportadora.

A cada mudança de status, o cliente e os colaboradores envolvidos serão acionados. Bom para o funcionário, que pode tomar alguma ação rapidamente caso algo esteja errado, e bom para o cliente, que fica satisfeito por saber como está o pedido solicitado, diminuindo a ansiedade e as ocorrências do SAC.

Pense em ERP como a melhor solução

Analisando todas as maneiras acima de realizar um bom controle de estoque, fica claro que sem automação o processo é muito suscetível a erros. Não tem como ser preciso sem auxílio de uma solução em gerenciamento de estoques.

Adotar um sistema de gestão ERP — Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial — é a solução adequada e que mitiga ou resolve de vez os problemas de gestão de estoque.

E não pense que ERP é viável somente para grandes empresas. Atualmente, com o cloud computing e o SaaS — Software como Serviço — o acesso à tecnologia de ponta se tornou mais democrático e disponível até para pequenas empresas.

Como os dados estão hospedados em nuvem, o gestor administra de qualquer lugar, bastando um dispositivo móvel com acesso à Internet. Os melhores sistemas de gestão integram todas as áreas da empresa e plataformas de e-commerce e geram relatórios gerenciais para que o gestor tenha um controle total sobre a empresa a um custo viável.

E não esquecendo do mais importante, os colaboradores. Para que qualquer ferramenta funcione corretamente é crucial que os funcionários sejam muito bem treinados, habilitados e eficientes para que o gerenciamento do e-commerce seja um sucesso.

Descrevemos aqui como controlar o estoque no e-commerce é um dos pontos mais importantes de um negócio virtual, sendo necessário atualizar o estoque em tempo real, monitorar os processos, equilibrar esse estoque e ainda utilizá-lo como uma ferramenta para a venda de acordo com o perfil de cada cliente.

A precisão do seu estoque é fundamental para todas as estratégias de e-commerce. Assuma o controle do seu inventário hoje: entre em contato com a gente!





Fique antenado sobre as Novidades

Não enviaremos spam!